Guia de Educação Aquática Infantil

Guia de Educação Aquática Infantil

0

GUIA DA EDUCAÇÃO AQUÁTICA INFANTIL

Objetivo do Guia – Esse guia tem por objetivo ajudar as Famílias a entenderem o mundo da Educação Aquática infantil e tirarem suas principais dúvidas ao iniciarem-se nesse universo de aprendizagem e diversão.

Natação infantil – Já sabemos que aulas de natação salvam vidas e que, vivendo em um País com um extenso litoral como o Brasil, é de suma importância que proporcionemos isso para as nossas crianças.

Praticar natação também é excelente para o fortalecimento do aparelho respiratório, contribuindo sensivelmente para a redução de crises de asma e bronquite.

Entretanto, um programa de Educação Aquática vai muito além disso, pois a natação se torna mais uma ferramenta educacional de desenvolvimento infantil, e não simplesmente o nadar pelo nadar e para a prática desportiva.

FINALIDADES

  • Desenvolver o repertório motor.
  • Desenvolver noções de segurança e salvamento aquático.
  • Aprender os gestos técnicos dos nados.
  • Fortalecer o tônus muscular.
  • Melhorar o equilíbrio.
  • Melhorar a postura.
  • Ajudar na tomada de decisão.
  • Aumentar a auto-estima.
  • Adquirir autonomia.
  • Aumentar a auto-confiança.
  • Melhorar a capacidade de relacionar-se socialmente.
  • Estimular a aprendizagem, a memória e o foco.

 

BENEFÍCIOS

  • Fortalece a musculatura respiratória.
  • Fortalece o sistema imunológico.
  • Contribui para o desenvolvimento do sistema muscular e ósseo.
  • Permite conhecer um espaço de atuação diferente do terrestre.
  • Previne acidentes em ambiente aquático.
  • Estimula o desenvolvimento psicomotor – Tônus muscular e emocional, coordenação motora global e fina, lateralidade, esquema e imagem corporal, organização espacial, organização temporal, ritmo corporal, equilíbrio e praxias.
  • Auxilia a criança em seu processo de organização pessoal com atividades da vida diária e criação de rituais que ajudam na estruturação das noções de espaço e tempo.
  • Melhora e fortalece os vínculos afetivos e ajuda nas relações de uma forma geral.

 

PORQUE APRENDER BRINCANDO

 A brincadeira e o jogo são as melhores formas de uma criança expressar seus desejos, necessidades, frustrações, medos, angústias, fantasias, conflitos, etc., são parte desse processo,entram não somente como forma de contextualizar o aprender a nadar, mas possibilitam o desabrochar de emoções e sensações, muitas ressignificações, configurações de imagem e aprendizagem cognitiva. Nadar então extrapola o ato de deslocar-se em meio líquido reproduzindo gestos motores que caracterizam os nados para tornar-se parte fundamental da elaboração da consciência psicomotora da criança, de seu mundo interno e externo, onde o corpo é a origem das aquisições cognitivas, motoras e afetivas.

CARACTERÍSTICAS DA PISCINA

As diferenças de profundidade, sejam através de desníveis ou com a utilização de plataformas, ajudam a criança a desenvolver noções espaciais e também no aumento do tônus muscular, pois é fundamental para um deslocamento eficiente.

A piscina precisa seguir todas as normas de segurança: piso antiderrapante, ralo anti-aprisionamento, redução de sucção por ralo e fácil acesso à casa de máquinas. Precisa ter acesso restrito e as crianças precisam ser orientadas quanto a somente poderem adentrar ao ambiente quando os Professores chamarem.

Aliás, trabalhar as rotinas de entrada e saída ajudam a criança a se organizar e também a incorporarem as regras da piscina, diminuindo risco de acidentes também em outros ambientes aquáticos.

Os Profissionais que trabalham em Escolas de Natação precisam saber como agir em caso de acidentes, então é importante que façam periodicamente cursos de Salvamento e Primeiros Socorros. Outro ponto importante a ser considerado é o tratamento da água. Atualmente o tratamento menos agressivo para pele e menos alergênico é a base de Ozônio, mais indicado para crianças.

METODOLOGIA

Ao escolher um programa de educação aquática para colocar seu filho, avalie a existência de uma metodologia de ensino que contemple aprendizagem técnica mas que, acima de tudo, respeite o tempo de desenvolvimento de cada criança. Uma ou duas sessões semanais são suficientes, pois as crianças tem diversas outras atividades e também precisam brincar e descansar para crescerem com saúde.

Observe a qualificação dos Profissionais e cheque se a escola investe constantemente em capacitação, principalmente voltada para o desenvolvimento humano e infantil, que são a base para aulas eficientes. Uma boa metodologia deve contemplar crianças ativas no processo de ensino-aprendizagem, ser progressiva, prazerosa, lúdica e significativa, respeitando sua maturação neuro-motora e emocional. Ter processo periódico de avaliação também é um ponto positivo, pois ajuda as famílias a ficarem por dentro do desenvolvimento de seus filhos.

PAPEL DAS FAMÍLIAS

Ainda que venhamos de um ambiente aquático, logo ao nascer nosso contato com a água fica basicamente restrito aos momentos de banho.

É muito importante que esse momento seja agradável e descontraído para que a criança desenvolva uma relação de prazer com a água, entendendo que esse é um ambiente seguro.

A medida que a criança vai crescendo, pode-se estimular brincadeiras de fazer bolhas, com brinquedos diversos, e até mesmo leitura durante o banho.

Os respingos no rosto devem ser frequentes, proporcionando adaptação das vias sensórias e já preparando a criança para futuros mergulhos. Em locais como praia e piscinas, sempre ter o cuidado de não deixar a criança sozinha em momento algum, e instruí-la quanto à nunca entrar na água sem um adulto que a acompanhe. Essas ações ajudam muito no processo de adaptação às aulas de natação, pois a criança chega sabendo que vai ser divertido e mais disponível para as experimentações.

RECOMENDAÇÕES

Antes de escolher uma escola de educação aquática para matricular seu filho, faça uma aula experimental para avaliar na prática todas as questões ponderadas, mas acima de tudo, para ver se seu filho gosta do local, dos Profissionais, da atividade, se você se sente seguro em deixá-lo ali, se vão ficar felizes com essa escolha.

 

Não leve somente em conta fatores como distância, deslocamento e preço, pois estamos falando da educação e formação do seu bem mais precioso!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Comment